Como organizar um minimercado: 3 fatores para levar em conta


A organização do seu minimercado é parte fundamental no marketing do seu negócio. A posição das prateleiras e produto dentro do estabelecimento, por exemplo, pode ser um fator determinante na venda de produtos. Dependendo de como você dispõe as mercadorias nas prateleiras, você consegue prender a atenção dos consumidores em relação aquilo que deseja vender.

Mas você sabe como organizar um minimercado? Conhece os principais fatores que influenciam no comportamento do consumidor?

Esse artigo vai falar de três aspectos da organização que você não pode ignorar de nenhuma forma. Continue a leitura!

Posição dos caixas

Posicione bem os caixas de modo a prestar um atendimento mais rápido. Eles não podem gerar desconforto na fila de espera, dificultar a circulação de pessoas na loja e nem complicar a visibilidade em relação as prateleiras.

É importante levar em conta a saúde física dos operadores. Atividades de caixa envolvem o manuseio de objetos pesados e movimentos repetitivos, por isso saiba posicioná-los adequadamente. Não permita que seus empregados desenvolvam dores musculares e sérios problemas na coluna.

Apresentação dos preços

O consumidor sempre está à procura dos melhores preços, e você precisa convencê-lo de que seu pequeno mercado é a melhor opção de compra. A maneira mais eficaz de você gerar essa percepção positiva é organizar seus preços, pensando em maneiras de chamar a atenção do cliente.

Aqui vão nossas dicas:

  • Organize produtos promocionais no início dos corredores;
  • Confira se os preços estão legíveis e se tem produto sem preço;
  • Utilize cartazes no interior da loja para destacar as ofertas da semana;
  • Cuide para que haja uma iluminação que facilite a visualização dos preços.

 

Como organizar um minimercado em relação aos produtos

Produtos de primeira necessidade no fundo

O consumidor não abre mão dos bens de primeira necessidade. Por isso, colocar itens de alimento e higiene no fundo da loja é uma boa tática, porque ele vai percorrer todo o espaço. Assim, você chama a atenção do cliente em relação aos demais itens e desperta nele a vontade de levá-los.

Produtos correlatos próximos

Produtos correlatos são itens que se complementam na hora de você utilizá-los. Quer exemplos? Carne e carvão, café e açúcar, arroz e óleo. O consumidor que compra o primeiro, costuma levar o segundo. é importante manter esses produtos no mesmo corredor ou próximos. O cliente se desloca menos, lembra de comprá-los e você vende mais.

Produtos específicos ao alcance da criança

Filhos pequenos influenciam na decisão de compra dos pais. É comum adultos levá-los ao supermercado. Deixe bombons, balas, biscoitos, bolachas e brinquedo ao alcance da criança. Destaque produtos com personagens infantis e embalagens coloridas.

Produtos próximos ao caixa

A região do caixa é sua última oportunidade do consumidor comprar mais. Aqui distribua produtos para o cliente avistar e levar de impulso. Se ele gastou um bom dinheiro na compra, evitará itens caros. Portanto, chame a atenção dele com produtos de menor preço, como balas, barra de chocolate, bombons, canetas, aparelhos de barbear, revistas, etc.

 

Agora você já sabe como montar um minimercado sem deixar de lado os fatores mais importantes.

Coloque seus caixas bem posicionados, apresente preços e produtos de forma estratégica.

Se você tem alguma sugestão de como organizar um minimercado, não deixe de comentar!

Conteúdo Relacionado


2 comentários

  1. João Azevedo Responder

    Amei estas dicas de como montar organizar um mini mercado. Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *